Dicas

Como as redes sociais ganham dinheiro? Descubra!


Há algum tempo, as redes sociais deixaram de ser apenas uma rede de relacionamentos para se transformarem também em um ambiente de negócios dinâmico e atraente.

Redes como o Facebook, Instagram e o YouTube entenderam, ao longo do tempo, que tinham uma mina de ouro nas mãos: os dados de pessoas físicas e jurídicas.

Mas não estamos falando apenas de dados bancários ou pessoais, mas dados e padrões comportamentais e de tomada de ação de cada pessoa ou empresa, podendo assim direcionar anúncios, ofertar produtos ou aproximar interessados em fazer negócios.

Você que usa apps como Facebook, Instagram e Twitter no seu dia a dia já se perguntou como eles ganham (muito) dinheiro sem te cobrar nada? Seus dados estão seguros nas plataformas digitais? Leia este artigo e saiba mais.

Quanto valem seus dados?

Quando as redes sociais permitem que você use suas plataformas, elas não estão de forma alguma sendo caridosas, muito pelo contrário

Na verdade, o preço que você paga por usar esses serviços é pago em uma moeda muito valiosa em nossos tempos: os seus dados

E não estamos falando dos seus dados bancários ou coisas do tipo, mas de dados relacionados ao seu comportamento, ações e preferências quando você está online.

A partir do que e de como você reage, comenta e compartilha, é possível entender muito sobre você, inclusive seus padrões de consumo.

E é isso o que realmente interessa para essas companhias, pois assim elas conseguem direcionar e ajudar as marcas a construírem campanhas que geram maior retorno.

Talvez a melhor analogia para essas redes seja um mercado, onde existem várias prateleiras, separadas por seções com tipos de produtos, com os produtos sendo, na verdade, nós mesmos.

O objetivo da rede social é escolher o melhor lugar para nos colocar em evidência, assim fica muito mais fácil para as marcas encontrarem seus respectivos públicos. Irônico como as coisas se invertem, não?

Devo me preocupar?

Essa questão é muito importante na atualidade, ainda estamos aprendendo qual o comportamento ideal nas redes, tanto da parte dos usuários, quanto das empresas.

O que já é certo é que devemos entender que não podemos confiar em tudo o que vemos na internet e nem nos expor demais. 

Também podemos aprender com as situações do passado e do agora para construir uma internet melhor no futuro. 

Outro ponto também é como essas redes sociais passarão a manipular ou fazer uso dos dados após a promulgação e entrada em vigor da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que alterou e ainda vai alterar bastante o relacionamento com os dados pessoais e de terceiros.

Gostou do nosso artigo? Não deixe de continuar acompanhando o nosso blog para se informar ainda mais sobre assuntos relacionados a tecnologia e finanças!

Educação financeira
Qual o seu perfil de investidor?
Dicas
Museus para visitar de casa durante a quarentena
Educação financeira
As diferenças entre TED, DOC e Pix
There are currently no comments.